james_gandolfini

Na semana que passou, o mundo do cinema e da televisão ficou um pouco mais pobre. James Gandolfini, o actor que deu corpo a Tony Soprano na série Os Sopranos, faleceu aos 51 anos.

Esta semana falo do actor porque Os Sopranos foi uma daquelas séries que ajudou a mudar a televisão como a vemos agora. Se Perdidos é uma face da moeda, com o seu conteúdo que nos agarrava semana após semana e nos obrigava a esperar dias para saber o que estava na escotilha, Os Sopranos é a outra. O seu conteúdo mais adulto, com linguagem forte e explícita, mostrou que a televisão podia ser um produto tão bom como ir ao cinema ver um filme depois destas barreiras quebradas. E Gandolfini ajudou imenso a fazer com que tal acontecesse com enorme brilhantismo (o seu papel de chefe da máfia até lhe valeu o Globo de Ouro em 2000 e três prémios Emmy).

Mas Gandolfini não era só Tony Soprano. No seu currículo constam vários e bons filmes, e tive o prazer de os ter visto quase todos. Gandolfini conferia às suas personagens uma forte presença, e elas enchiam o ecrã quando surgiam. Trabalhou com grandes actores e realizadores, e a sua morte apanhou-me de surpresa quando anunciada a 19 de Junho, na sequência de um ataque cardíaco.

Assim, aqui fica uma pequena homenagem ao homem que se auto-intitulou “o Woody Allen de 120 quilos”.

Só por causa disso, acho que vou fazer um balde de pipocas e vou rever o In the Loop. Ah, não viram? Estão à espera de quê?

Título: In the Loop
Realizador: Armando Iannucci
Com: Peter Capaldi, Tom Hollander, James Gandolfini, Gina McKee
Ano: 2009

Texto de Nuno Sarnadas
(Publicado a 27 Junho 2013)