Eunice Neves _ permacultura_4Sair de Portugal em direcção à Austrália, permanecer lá 7 meses e regressar, dando ainda um saltinho (de 5 meses) aos EUA é o sonho de muitos e é o de Eunice Neves, que pode ser realizado com a ajuda de todos. A busca de novos conhecimentos e experiências é o que a motiva para criar a simbiose perfeita entre a arquitectura paisagista e a permacultura.

Eunice está a 46 dias de realizar um sonho: fazer uma viagem de pesquisa, durante 1 ano. Mas afinal o que é a permacultura? “É uma forma de pensar, de fazer a gestão de sistemas agrícolas, ambientais, sociais e financeiros, de criar uma sociedade sustentável, que se torne permanente”. Os curiosos e interessados podem saber mais aqui.

Depois de terminar o curso de arquitectura paisagista, de ter trabalhado na Holanda, Eunice decide partir rumo ao Nepal, onde descobriu a permacultura, devido ao trabalho que estava a desenvolver. Depois do Nepal, vem a Índia e a Tailândia e por fim Portugal, onde chega cheia de ideias. Desde então, tem desenvolvido alguns projectos, combinando os conhecimentos adquiridos no curso com a permacultura mas, e seguindo a velha máxima de que o saber não ocupa lugar, Eunice pretende conhecer projectos já existentes e trocar informações com profissionais de grande experiência, ou seja “partilhar e aprender”, trazendo para Portugal novas estratégias e técnicas.

Escolheu Austrália por ser o berço da permacultura, onde poderá visitar alguns dos mais antigos projectos nesta área, bem como de comunidades que se desenvolveram a partir destes projectos. Já nos EUA vai ser possível ter uma experiência prolongada de aprendizagem em alguns dos projectos que tem vindo a seguir.

A arquitecta paisagista acredita que este estudo pioneiro é importante e que trará conhecimentos para o contexto português. Era possível obter fundos através de uma bolsa de investigação? Talvez, embora as repostas mais correctas fossem: muito difícil ou daqui a muitos anos. É por isso que Eunice apostou no crowdfunding, através de um vídeo, para financiar metade dos custos da viagem. E há recompensas! Reportagens fotográficas com descrições dos projectos por onde vai passar, livros digitais ou impressos com toda a informação recolhida durante a viagem ou a possibilidade de participar num curso de permacultura. Para os mais cépticos, Eunice garante manter um registo semanal do desenrolar da viagem. Para aqueles que não têm conta bancária ou são desconfiados em relação a transacções monetárias internáuticas, Eunice criou um sistema de senhas, onde são colocados os dados pessoais e a quantia dada (em mão).

Depois de saberes o que é a permacultura, que podes apoiar na criação de uma sociedade mais sustentável, que podes tornar um sonho realidade, que há recompensas e que podes pagar por transferência ou em mão, já não há desculpas para não ajudar!

Texto de Joana Areia
Fotografias de Ricardo Graça
(Publicado a 11 Dezembro 2014)