Rock solid_2

Hugo e Sérgio Pereira são dois irmãos, apaixonados pelas duas rodas. Mas não se trata de altas velocidades, cabelos ao vento, motores a roncar ou concentrações com miss t-shirt molhada. A paixão é em destruir, deixando apenas o motor, para depois construir uma peça única, uma obra de estilo. Para aqueles menos entendidos na matéria é como chegar à oficina com uma Harley e sair com uma Racer.

A Rocksolid Motorcycles não é uma oficina qualquer. Aqui não há lugar para reparações. Usam-se as mesmas ferramentas de uma oficina normal, mas ainda se acresce um torno mecânico, uma fresadora e um jig de precisão. O lema é destruir para criar algo novo, fora do comum.

Em 2011, Hugo e Sérgio decidiram apostar neste ramo de negócio e abriram uma oficina, em Azoia, Leiria. É ali que por ano, são construídas cerca de três a quatro motas, verdadeiras peças de coleccionador, que para um serviço deste tipo tem sempre de ter em conta valores acima dos 15 mil euros.

A mota entra na Rocksolid Motorcycles e é desmontada. Sobra apenas o motor. Depois Sérgio dá início à construção de uma estrutura tubular – o quadro – entre outras peças e passa a batata quente ao irmão, Hugo, que dá início à montagem.

“É um trabalho que exige muito tempo e dedicação. Há que ter em conta os vários componentes da mota, a sua geometria, tratar da imagem gráfica, para lhe dar um arranjo estético fora do normal, que se torne único”, explicam. Mais do que chaves de fendas, estrela, inglesas ou alicates, ali trabalha-se com criatividade.

“Há uma grande ligação com o cliente e com a sua necessidade de ter um artigo único, por isso estamos atentos à sua opinião”. Hugo e Sérgio têm preferencialmente um gosto pelo aspecto vintage, mas sempre com um toque pessoal criativo. Não estranhem por isso se virem por aí uma moto com o depósito ao contrário.

Com certeza saiu da Rocksolid Motorcycles, que até já ganhou um prémio na concentração de Faro, num bike show. Contudo, este tipo de ajuntamento motard não é o que mais lhes agrada. Preferem, por exemplo o Art & Moto – que este ano acontece a 24, 25 e 26 de Abril no Lx Factory – para quem gosta mais de motas do que de álcool.

“Fazemos o que gostamos”. Ambos são apaixonados pelas duas rodas, mas no que toca a construir uma para eles, não estão para aí virados. Matam a sede criativa quando estão em processo de construção de algo para os clientes, que acaba por ter sempre um toque pessoal.

Rocksolid Motorcycles
Azoia
Facebook
Blog

Texto de Joana Areia
Fotografias de Ricardo Graça
(Publicado a 9 Abril 2015)