TEXTO
HUGO FERREIRA

22 OUTUBRO 2015

Quando nos embrenhamos no universo dos documentários musicais, acabamos por descobrir estórias inacreditáveis e ter acesso a testemunhos únicos. Hoje resolvemos fazer uma primeira selecção de alguns dos melhores documentários que retratam músicos ou movimentos musicais que deviam ser de visionamento obrigatório para qualquer melómano.

Screaming Masterpiece
O misticismo e a paisagem são apenas detalhes de um movimento que começou a crescer numa ilha isolada do mundo que queria e tinha de fazer música. A Islândia, num brilhante retrato com os principais protagonistas (Bjork, Sigur Rós, Mum, Hilmar Orn Hilmarson…). Disponível ali em cima e aqui.

Fabricando Tom Zé
Um documentário absolutamente irrepreensível sobre uma figura única. Desde David Byrne a Gilberto Gil, são muitos os intervenientes que prestam homenagem ao complexo e criativo músico brasileiro que é acompanhado ao longo de uma digressão e vai discorrendo sobre a sua história, sobre o que é fazer música e sobre as relações humanas.

Scratch
Quando, no final dos anos 80, os gira-discos passaram a ser um dos mais importantes instrumentos musicais, aparece este documentário que explora o boom do rap e do hip-hop numa vertente muito pouco explorada, que é da procura de ritmos e do corte e costura perfeito. É também aqui que ficamos a saber como nasceu o Scratch. Foi por acaso e por causa… imagine-se, de uma mãe.

The Devil and Daniel Johnston
Quando nem uma doença psiquiátrica consegue impedir um músico de criar algumas das canções mais bonitas e tocantes que podem ouvir. Uma história que tinha tudo para dar um documentário sublime e que tinha de ser contada.

Beautiful Noise
Jesus & Mary Chain, My Bloody Valentine, Cocteaw Twins (entre outras) fizeram um movimento musical que, a par do grunge, deve ter sido o que mais miúdos influenciou a fazerem a sua própria banda um pouco por todo o lado. Eles estavam numa banda porque queriam fazer música, o sucesso não era nem nunca foi uma prioridade ou um objectivo.

The Wrecking Crew
Músicos de sessão que criaram hits atrás de hits e trabalharam com quase todos os grandes músicos e grupos norte-americanos dos anos 60 e 70. Ninguém os conhece, mas eles fizeram sucessos para Beach Boys, Frank Sinatra, Elvis, Nat King Cole, Simon & Garfunkel, The Righteous Brothers, The Byrds, Mamas & Pappas, Phill Spector, Sonny & Cher, The Monkees, Nancy Sinatra, Dean Martin…

Anvil
Uma das histórias mais incríveis alguma vez contada sobre uma banda que deu a volta ao mundo e tinha tudo para ser uma das maiores bandas de metal de sempre e acabou por continuar no anonimato durante décadas até que, de repente, tem uma possibilidade de voltar à ribalta. Ou não.

Beware Of Mr. Baker
O melhor baterista de sempre. Um dos tipos com pior feitio de sempre na história do rock. Dizem que a música com ele mudou. Do rock’n’roll ao afro-beat.
Outra personagem que só podia render um documentário perfeito.

24 Hour Party People
O movimento de Manchester. Tony Wilson, Factory Records, Joy Division, Happy Mondays, New Order, Hacienda, New Wave e por aí em diante. Uma das melhores histórias de sempre numa comédia documental tremenda.

Searching for Sugar Man
É talvez uma das mais tocantes histórias alguma vez descobertas. Rodriguez, apesar de ser um músico brilhante e de ter feito dois discos sublimes, nunca conseguiu ter sucesso nos Estados Unidos. No entanto, do outro lado do mundo, a sua música tinha uma força social e política tremenda e, de repente, algo acontece e o resto parece saído de um conto de fadas.