[mpc_vc_share_list title=”” facebook=”1″ twitter=”1″ google_plus=”1″]

Texto
Preguiça Magazine

11 Abril 2016

É já no dia 30 de Abril, pelas 22 horas, que o Teatro Miguel Franco exibe o documentário A Long Way to Nowhere, sobre a banda portuguesa The Parkinsons. Energia, boa disposição e boa música são os elementos-chave para um espectáculo digno de ser visto.

The Parkinsons, ou Afonso Pinto, Victor Torpedo, Pedro Chau e o escocês Chris Low. Em 2000, os três conimbricenses decidiram fugir da cidade de origem e conquistar Londres. Ali juntaram-se a Chris Low e o resto é história. E rock’n’roll.

Com energia para dar e vender, uma boa disposição brutal e loucura contagiante, os seus concertos chegaram a ser comparados aos dos Sex Pistols.

A Long Way to Nowhere é um documentário que conta a história da banda de Coimbra desde a infância até à data. Com todos os registos em vídeo que existiam, a autora, Caroline Richards, incluiu concertos em Portugal, Japão e Inglaterra, os bastidores e ainda excertos de entrevistas com os músicos da banda, o manager David Barnett, alguns promotores e jornalistas, bem como amigos e fãs.

Leiria vai ficar a saber tudo através de um filme que não é aconselhável a pessoas com problemas cardíacos. Durante a tarde, o guitarrista dos Parkinsons, Víctor Torpedo, actua a solo no Covil da Preguiça, no âmbito do projecto Karaoke. Em simultâneo, inaugura a exposição de ilustração “Mr. Esgar’s Jukebox”, de Esgar Acelerado.

Preparem-se, o rock’n’roll está a chegar à cidade.