EGkCDrvuUl0

Criados por Filipe Ferraz e Bruno Vitor na Madeira, os Punk d’Amour começaram, segundo eles próprios, um bocado ciganos. Tocavam onde lhes deixassem, e às vezes os músicos conheciam-se em palco. Punk d’Amour existia quando alguém se juntasse em seu nome, e os concertos chegaram a Paris.

Depois de uma pausa nos trabalhos, juntou-se Mariana Camacho, que começou o trabalho de organização de um repertório com mais de 50 músicas. Estava finalmente encontrado o sentido do nome da banda: Ferraz é o Punk, Mariana o Amour.

Foi então que descobriram a alegria do estúdio. O primeiro álbum, Toda a Nudez será perdoada, foi gravado na Ponta do Sol e em Lisboa, produzido pelo Ferraz e pela Mariana, e editado pela Wamãe em 2015.

punkdamour.pt
punkdamour.bandcamp.com
facebook.com/punkdamour