Se achas que tens futuro ao lado de uma pessoa que não teve problemas em usar os mesmos truques que usa contigo, com outra, ou outras. Se achas que esta pessoa vai mudar. Podes começar a aumentar a altura das portas. Não há terapia que valha à falta de carácter, nem reza forte. Quem gosta não trai.

Quem gosta não olha para o lado, e se olha, logo a seguir faz o esforço de imaginar o extracto bancário a meio do mês ou a Paula Bobone na moda Lisboa, ou as unhas da Maria Leal naquelas sandálias do chinês. Eu própria já fiz isso. Imaginei o José Cid todo nu, com um disco à frente. Acontece que, se já estava a olhar para o lado, era porque aquela pessoa não era a tal. O tempo revela tudo. E não vale a pena vir com o pensamento – Ah, aquilo não se gasta! – É verdade! Graças a Deus. Contudo, há troca de fluidos, há hormonas libertadas, informação a circular nas veias. Enfim, cada um sabe de si. Mas tenho a dizer, principalmente às gajas, está cientificamente provado que o nosso cérebro funciona da seguinte maneira – Foi bom?! Sim! – E são produzidas certas hormonas que nos dizem isto – Miúda, apaixona-te por esse bandido. Este é o filho da mãe dos teus sonhos. – Sabes perfeitamente que a única coisa que sobressairá dessa relação, será o galho que terás na cabeça. Sempre poderás concorrer a rena do pai natal, já não falta muito. Há males que vêm por bem, e uma volta ao mundo seria espectacular. E descansa, o pai natal existe mesmo! A prova disso é o puzzle que tenho lá em casa. Diz ctt. Recebi após lhe enviar uma carta, quando tinha uns 8 anos. Vão por mim, ouçam isto!

Happy Mondays – Step on

E posto isto, adeus, um beijo e um queijo. (Mas quem diz isto?! Beijo e um queijo?! Pessoas que o dizem, deviam chibatar-se sempre que proferem tal azeitíce. Estão a ver aqueles mártires que aparecem no noticiário pela altura da Páscoa? Era assim. Mas com spikes nas pontas da chibata, sangue a escorrer e lascas de carne a saltarem. Era só uma sugestão). Feliz natal minhas rabanadinhas.