O ritual de mandar as pessoas embora tem muito que se lhe diga. Uma das músicas mais perfeitas para o fazer era o “The End” dos Doors. Ainda para mais, o filme realizado por Oliver Stone, lançado em 1991, estava presente em todos os frequentadores da discoteca Alibi, em Leiria naqueles anos 90.

The Doors: O Mito de Uma Geração, foi este nome foleiro com que o filme chegou a Portugal, mas a música The End ficou gravada na memória como um dos momentos polémicos do filme. Daí até à pista de dança foi um saltinho.

Era assim uma das maneiras de acabar uma sessão, e, se formos a ver bem, ainda hoje serve para muita coisa. Neste ano de 2016, em que morreram tantas pessoas ligadas ao meio artístico, The End significa uma triste verdade de um fim de ciclo para muita gente.

Nunca se sabe o que nos reserva 2017, mas, por agora, This Is The End!